quarta-feira, 31 de março de 2010

silêncio...


O silêncio me tortura

mais que um adeus

sem porquês, ou jamais.


Meu coração ficou mudo, nenhum som ecoa

Do silêncio ao silêncio

Da ausência à saudade


Saudade do que nunca tive

Saudade do que nunca senti

Ausência...


Eu, agora, tão frágil

desilusão, lágrima,

triste silêncio do coração...

Cynndi :)

0 comentários:

Postar um comentário